Search
Close this search box.

Italo diz ter de ‘baixar nível’ do surfe em polêmica de notas

Dentro da WSL, porém, há ressalvas. Presidente da organização na América Latina, o brasileiro Ivan Martinho, por exemplo, cita os sete títulos do Brasil nas últimas nove temporadas.

Essas coisas [reclamações], de fato, acontecem. Existe um escritório da WSL que cuida dessa parte do juízo, mas aqui do meu lado, o que eu vejo é que temos sempre que levar em consideração a história dos sete títulos dos últimos nove. Eles foram julgados pelos mesmos juízes. Então, por que será que realmente teria mudado agora? Temos sempre que ter a capacidade de distinguir o que é um fato e o que é, talvez, uma insatisfação transformada em comentário e que gera uma polêmica enorme, mas espero que já seja uma página virada e a gente, olhando para frente, não tenha mais esse tipo de discussão
Ivan Martinho

Italo aprova Finals em Fiji

Uma das grandes novidades anunciadas pela WSL para 2025 é a mudança de local do Finals, etapa que decide o campeão mundial. A partir do ano que vem, Trestles [EUA] dará lugar a Fiji, algo que foi aprovado por Italo.

Fiji é uma etapa muito especial. É uma onda que realmente desafia os atletas, não é como Trestles, que você basicamente sabe o que o outro adversário é capaz de fazer naquelas posições. Já foram três anos ali na mesma onda [Trestles], então, ficou um pouco repetitivo. Acho que Fiji, assim como alguns outros lugares do mundo, pode trazer um pouco mais de emoção para o público Italo Ferreira

Picture of Redação O Fator Brasil

Redação O Fator Brasil

O Fator Brasil é um portal de notícias que acredita no Jornalismo comprometido com a verdade dos fatos e com a ética, trazendo sempre os principais acontecimentos do Espírito Santo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia também

Este sábado (13) é a data em que se comemora o Dia Mundial do Rock. Durante o Live Aid 1985, festival beneficente para arrecadar dinheiro no combate à fome na Etiópia, Phil Collins falou do desejo de que aquele fosse o dia mundial do rock. A data, porém, não é tão mundial assim. Na Inglaterra e nos Estados Unidos, isso não é tão levado sério. No Brasil, o “dia mundial” se consolidou após rádios de rock citarem muito a comemoração.

Tendência