Conecte-se Conosco

Espírito Santo

Família diz que criança de 3 anos foi picada por cobra em creche da Serra; caso é investigado

Redação O Fator Brasil

Publicado

em

Inicialmente, a creche mencionou que a criança havia tropeçado, porém ao levar seu filho ao hospital, a mãe foi informada de que na realidade se tratava de uma mordida de cobra

Um menino de três anos sofreu um ferimento no pé enquanto frequentava o Centro Municipal de Educação Infantil Bem Me Quer, localizado no bairro de Fátima, na Serra.

Inicialmente, a instituição de cuidados infantis relatou que o garoto tinha escorregado, porém, ao levar seu filho ao hospital, a mãe descobriu que na verdade ele tinha sido picado por uma cobra. Apesar do susto, a criança está em condições estáveis.

“Pela aparência do pé dele, que estava roxo e inchado, ela (mãe) achou que tinha caído algo, então logo pensou em levá-lo o médico. Ela relatou para a médica o que a escola informou, mas a médica fez o raio-X e viu que não tinha quebrado nada. Com calma, a médica disse que a lesão não era de queda, que estava parecendo uma picada. Eles disseram que foi uma cobra e, depois de muitos exames, descobriram que tinha sido uma jararaca”, contou uma tia da criança.

Depois de receber os cuidados iniciais em um hospital em Laranjeiras, o menino foi transferido para o Hospital Infantil, em Vitória. Sua ficha de atendimento recomendou a administração de soro antiofídico, que é o tratamento específico para veneno de cobra.

Publicidade

Os médicos que avaliaram o menino suspeitam que ele tenha sido mordido por uma jararaca. O veneno dessa serpente pode causar danos às células dos tecidos e levar à necrose da pele, o que exigiu que ele passasse por um procedimento de raspagem.

Inicialmente, a creche mencionou que a criança havia tropeçado, porém ao levar seu filho ao hospital, a mãe foi informada de que na realidade se tratava de uma mordida de cobra

Um menino de três anos sofreu um ferimento no pé enquanto frequentava o Centro Municipal de Educação Infantil Bem Me Quer, localizado no bairro de Fátima, na Serra.

Inicialmente, a instituição de cuidados infantis relatou que o garoto tinha escorregado, porém, ao levar seu filho ao hospital, a mãe descobriu que na verdade ele tinha sido picado por uma cobra. Apesar do susto, a criança está em condições estáveis.

“Pela aparência do pé dele, que estava roxo e inchado, ela (mãe) achou que tinha caído algo, então logo pensou em levá-lo o médico. Ela relatou para a médica o que a escola informou, mas a médica fez o raio-X e viu que não tinha quebrado nada. Com calma, a médica disse que a lesão não era de queda, que estava parecendo uma picada. Eles disseram que foi uma cobra e, depois de muitos exames, descobriram que tinha sido uma jararaca”, contou uma tia da criança.

Depois de receber os cuidados iniciais em um hospital em Laranjeiras, o menino foi transferido para o Hospital Infantil, em Vitória. Sua ficha de atendimento recomendou a administração de soro antiofídico, que é o tratamento específico para veneno de cobra.

Publicidade

Os médicos que avaliaram o menino suspeitam que ele tenha sido mordido por uma jararaca. O veneno dessa serpente pode causar danos às células dos tecidos e levar à necrose da pele, o que exigiu que ele passasse por um procedimento de raspagem.

Cidades

Montanha se prepara para acabar com o transbordamento de esgoto próximo à barragem Tutu Reuter

Redação O Fator Brasil

Publicado

em

Um problema que se arrasta há anos em Montanha está próximo do fim. A estação elevatória da Cesan próxima à barragem Tutu Reuter vai contar com duas novas bombas e, assim, triplicar a sua capacidade de bombeamento de esgoto para a estação de tratamento da cidade. Hoje, principalmente em períodos de chuvas, o esgoto transborda e muitas vezes cai direto na barragem.

As bombas, um investimento de 200 mil, já foram adquiridas e devem começar a funcionar até o final do próximo mês de julho, explica o prefeito de Montanha, André Sampaio.

Urbanização da barragem

As obras de urbanização da barragem Tutu Reuter já foram iniciadas – com a montagem do canteiro. Serão três etapas de intervenções. A primeira delas incluirá áreas de lazer e esporte, quiosques e restaurante. “A mesma empresa fará o projeto executivo e as intervenções, o que garante mais rapidez de execução. Os primeiros serviços já começam imediatamente”, explica o prefeito da cidade.

Só na primeira fase, o investimento é de R$ 6 milhões. A previsão é que as obras sejam entregues até o fim do ano que vem.

Continue Lendo

Espírito Santo

Deputado quer criar cadastro de estupradores no Espírito Santo

Redação O Fator Brasil

Publicado

em

Mais um avanço para a segurança do Espírito Santo foi protocolado na tarde desta quinta-feira, 09, na Assembleia Legislativa do Estado. O projeto de lei 267/2024, de autoria do presidente da Casa, deputado estadual Marcelo Santos, propõe a criação do cadastro de condenados por estupro e de crimes praticados com violência doméstica e familiar contra a mulher.

Os cadastros devem conter informações precisas e relevantes, como dados pessoais e fotos dos condenados, respeitando sempre a presunção de inocência até que haja uma condenação definitiva. Além disso, a identidade das vítimas deve ser preservada, evitando qualquer exposição que possa colocá-las em risco ou causar-lhes mais danos.

“Estamos dando mais um passo significativo na prevenção e combate de crimes tão sérios. O nosso Estado não pode continuar com números tão alarmantes de feminicídio e violência, precisamos de medidas que realmente contribuam com essa prevenção”, destacou o deputado Marcelo Santos.

Marcelo também é autor da lei 11.012/2019 que criou o Cadastro Estadual de Pedófilos, colocando o Espírito Santo na vanguarda nacional na proteção de crianças e adolescentes. O Estado é um dos primeiros do país a contar com esse sistema, junto com Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, São Paulo e Rio Grande do Sul.

O projeto de lei 267/2024 acompanha uma decisão aprovada recentemente pelo Supremo Tribunal Federal (STF), que validou por unanimidade a criação do Cadastro Estadual de Pedófilos e a divulgação na internet de uma lista de pessoas condenadas por crime de violência contra a mulher. A iniciativa do STF, que foi embasada na Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 6620, reconhece que os estados têm competência para criar cadastros públicos de pessoas condenadas por crimes sexuais e de violência doméstica, desde que por meio de lei. Tal medida busca garantir maior controle e monitoramento sobre indivíduos que representam ameaça à sociedade, especialmente às mulheres.

Dados do Fórum Nacional de Segurança Pública, divulgados em novembro de 2023, revelam que a cada 8 minutos, uma menina ou mulher foi vítima de estupro no primeiro semestre do ano anterior. No período de janeiro a junho, foram registrados 34 mil casos de estupro e estupro de vulneráveis, representando um aumento de 14,9% em comparação ao mesmo período do ano anterior.

Especificamente no Espírito Santo, a situação não é menos preocupante. Somos o quinto estado do país com a maior proporção de mulheres vítimas de violência psicológica, física ou sexual pelo parceiro íntimo. Segundo a pesquisa ‘Estatísticas de Gênero – Indicadores Sociais das Mulheres no Brasil’, divulgada pelo IBGE, 7,2% das mulheres capixabas com 18 anos ou mais foram vítimas desse tipo de violência.

“Nossa responsabilidade com a segurança dos capixabas é inegociável. Este cadastro não é apenas uma medida de prevenção. mas um ato de justiça para as vítimas e suas famílias. É também mais um sinal de que estamos do lado daqueles que mais precisam de proteção e amparo em nossa sociedade”, ressalta o presidente da Casa de Leis.

O projeto de lei 267/2024 seguirá para análise e votação dos demais deputados.

 

Continue Lendo

Espírito Santo

Espírito Santo receberá 50 novos ônibus elétricos

Redação O Fator Brasil

Publicado

em

O Sistema Transcol irá receber 50 novos ônibus elétricos, equipamentos importantes para a modernização e sustentabilidade do transporte público. O anúncio foi feito na manhã desta quarta-feira (08), durante a apresentação dos resultados do PAC Seleções Cidades do Governo Federal.

Além dos veículos, o Estado também receberá os equipamentos necessários para viabilizar a operação destes automóveis, viabilizando a estruturação de estações de recarga. O Espírito Santo irá receber R$150 milhões para a aquisição desses veículos, que fazem parte do processo de renovação da frota do sistema de transporte público.

O secretário de Estado de Mobilidade e Infraestrutura, Fábio Damasceno, ressaltou a importância deste investimento para o Sistema Transcol. “Nós já temos quatro ônibus elétricos em operação na Região Metropolitana da Grande Vitória e consideramos a experiência muito positiva, do ponto operacional e também pelo aspecto socioambiental. Nós pleiteamos junto ao Governo Federal recursos para a aquisição de novos ônibus elétricos, buscando justamente a modernização e a sustentabilidade ambiental”, salientou Fábio Damasceno.

“Além disso, estamos orgulhosos de anunciar que o Sistema Transcol está programado para receber mais 150 novos ônibus com ar condicionado ainda este ano, tornando-se a maior frota refrigerada do País”, completou o secretário.

Desde 2019, o Sistema Transcol tem passado por um processo contínuo de melhorias, incluindo o aumento, a melhoria e a renovação da frota, bem como a inclusão de novas rotas e a implementação da integração temporal. Além disso, foram implantados o Cartão GV e o uso de tecnologias avançadas para o monitoramento e o planejamento das viagens, visando a proporcionar uma experiência de transporte público mais eficiente para os usuários.

Continue Lendo
Publicidade
Publicidade

Política

Publicidade

Tendência