Conecte-se Conosco

Notícias

Olimpíada Brasileira de Saúde e Meio Ambiente abre inscrições

Avatar

Publicado

em

olimpiada-brasileira-de-saude-e-meio-ambiente-abre-inscricoes

Com a proposta de estimular os jovens a construir conhecimentos e refletir de forma crítica e criativa sobre questões relacionadas à saúde e ao meio ambiente no Brasil, a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) abriu nesta terça-feira (6) as inscrições para a 12ª Olimpíada Brasileira de Saúde e Meio Ambiente (Obsma). As instituições de ensino devem preencher a inscrição no site da Fiocruz

Serão três modalidades de produção para os trabalhos e cada projeto deve ser inscrito em apenas uma delas: Produção Audiovisual, Produção de Texto e Projeto de Ciências.

A professora Juana Nunes, diretora do Departamento de Popularização da Ciência, Tecnologia e Educação Científica, do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), destaca que o evento visa mobilizar os jovens e as escolas para pensar em um país sustentável, discutindo ciências básicas para um desenvolvimento sustentável.

Menina Hoje, Cientista Amanhã

Um dos destaques da Obsma fica por conta do 3º Prêmio Menina Hoje, Cientista Amanhã, que selecionará um trabalho ou projeto inscrito na olimpíada que tenha sido desenvolvido por alunas e professoras. O prêmio homenageia cientistas mulheres e suas trajetórias profissionais em cada uma das edições.

Nesta edição, a escolhida é Alda Lima Falcão. Ela atuou como entomologista por décadas. Primeiro pelo Serviço Nacional de Malária em Fortaleza, depois em Belo Horizonte. Falcão atuava em análises sobre os flebótomos, que são insetos vetores de doenças como a leishmaniose.

Publicidade

“A partir desta pauta, queremos mobilizar as meninas para que elas possam se engajar, participar da ciência, pois o MCTI quer mais diversidade na ciência, mais meninas e mulheres, e reinventar nosso país criando novas tecnologias”, disse Juana Nunes.

Para concorrer ao Menina Hoje, Cientista Amanhã, basta se inscrever normalmente na olimpíada e escolher a opção de participar do prêmio no formulário de inscrições. O trabalho pode atender a qualquer uma das modalidades.

Lançamento

Na abertura da cerimônia, a vice-presidente de Educação, Informação e Comunicação da Fiocruz, Cristiani Vieira Machado, representando o presidente da fundação, Mario Moreira, disse que a Obsma valoriza o trabalho coletivo. “É uma olimpíada diferente, já que não se baseia somente na lógica no mérito individual ou no brilhantismo dos estudantes, mas sim uma olimpíada que trabalha o coletivo, trabalha a escola no seu conjunto e trabalha com os professores”.

A coordenadora nacional da Obsma, Cristina Araripe, destacou que, além da competição, a olimpíada promove outras atividades com os estudantes. “Fazendo uma visita ao campus da Fiocruz, vendo como trabalhamos a temática da sustentabilidade, e sobretudo uma visita à fábrica de vacinas, é com esse espírito de abrirmos as portas para recebermos os jovens estudantes da educação básica e seus professores, que começamos essa 12ª edição”.

No evento desta segunda-feira, os estudantes tiveram a oportunidade de visitar o Complexo Tecnológico de Vacinas de Bio-Manguinhos-Fiocruz, um dos maiores centros de produção da América Latina, que garante a autossuficiência em vacinas essenciais para o calendário básico de imunização do Ministério da Saúde.

Publicidade

Projeto

A Olimpíada Brasileira de Saúde e Meio Ambiente é voltada para estudantes e professores da educação básica, do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental e do Ensino Médio, de escolas públicas ou privadas, por meio da inscrição de trabalhos relacionados à saúde e ao meio ambiente, interligados à educação e a ciência e tecnologia. O tema dos projetos é de livre escolha dos participantes.

A Obsma acontece a cada dois anos e prevê atividades como oficinas pedagógicas para atualização de professores e programas educativos para estudantes interessados em seguir carreiras científicas.

A competição tem o apoio do CNPq, do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação e de instituições de ensino e pesquisa.

Outras informações pedem ser acessadas no site da Obsma.

* Estagiário sob supervisão de Akemi Nitahara

Publicidade

H. Eduardo Pessoa é Jornalista com DRT e Desenvolvedor Front-End de diversos Portais de Notícias como este, destinados à Empreendedores, Jornalistas e Pequenas e Médias Empresas. Experiência de mais de 12 mil notícias publicadas e nota máxima de satisfação no Google e Facebook, com mais de 100 avaliações de clientes. Faça seu Portal conosco.

Continue Lendo
Publicidade
Clique Para Comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias

Após cirurgia, Tony Ramos já respira sem ajuda de aparelhos e seu quadro é estável, diz boletim

Redação O Fator Brasil

Publicado

em

O estado de saúde do ator Tony Ramos, de 75 anos, é estável, conforme informou um novo boletim médico divulgado no início da tarde desta sexta-feira (17) pelo Hospital Samaritano, no Rio de Janeiro, onde ele está internado.

Tony passou por uma cirurgia na quinta-feira (16) para drenar um hematoma subdural, que é um acúmulo de sangue entre o cérebro e o crânio, e continuou internado na unidade de saúde.

Após a cirurgia, o artista fez uma tomografia de crânio na manhã desta sexta-feira (17), que revelou uma melhora significativa. Ele já está respirando sem a ajuda de aparelhos, está lúcido e em condição estável.

LEIA BOLETIM

“O Hospital Samaritano Botafogo informa que o ator Tony Ramos foi submetido a uma cirurgia de drenagem de hematoma subdural (sangramento intracraniano) pela equipe do Dr. Paulo Niemeyer, na data de ontem (16/05). O paciente realizou uma nova tomografia de crânio na manhã de hoje (17/05), que mostrou significativa melhora. Tony Ramos respira sem auxílio de aparelhos, está lúcido e seu estado de saúde é estável.”

Publicidade

O diagnóstico de hematoma subdural ocorre quando há um acúmulo de sangue entre o cérebro e o crânio. Após o procedimento, a primeira atualização foi que o ator permanecia com a saúde estável.

Publicidade
Continue Lendo

Notícias

Bolsonaro recebe alta após 11 dias em hospital de São Paulo para tratar infecção na perna

Redação O Fator Brasil

Publicado

em

O ex-presidente do Brasil, Jair Bolsonaro (PL), foi liberado nesta sexta-feira (17) após passar 11 dias hospitalizado em uma instituição privada em São Paulo para tratar uma condição de erisipela, uma infecção decorrente do contato de bactérias com a pele. Durante sua estadia, ele recebeu a visita de outros políticos e permaneceu ativo nas redes sociais. Apesar de ter recebido alta, ainda não há uma data prevista para seu retorno às atividades no PL, o partido onde atua como presidente de honra. Espera-se que o ex-presidente retorne à sua residência em Brasília ainda hoje.

Após ser inicialmente hospitalizado em Manaus, Bolsonaro foi transferido para São Paulo em 6 de maio. Fábio Wajgngarten, assessor do ex-líder do Executivo, esclareceu que Bolsonaro estava sendo tratado com antibióticos intravenosos para combater um quadro infeccioso de erisipela.

 

Continue Lendo

Notícias

Com alerta de mais chuvas no RS, Leite apela para população não voltar às áreas de risco

Redação O Fator Brasil

Publicado

em

Diante da previsão de mais chuvas sobre o Rio Grande do Sul nos próximos dias, o governador Eduardo Leite (PSDB) emitiu um aviso, alertando os residentes das áreas de risco no estado a não retornarem para as regiões que foram evacuadas.

“Há uma perspectiva de chuvas elevando novamente os níveis dos rios. Por isso apelamos às pessoas para não voltarem aos locais de risco”, disse o governador durante entrevista coletiva nesta sexta-feira (10).

Conforme a previsão meteorológica fornecida pelos meteorologistas do governo do Rio Grande do Sul, há previsão de mais chuvas no estado até a próxima segunda-feira (13). Os dias com maior probabilidade de temporais mais intensos são domingo (12) e segunda-feira.

As regiões que enfrentarão os maiores impactos da chuva incluem as áreas centrais, do norte e nordeste do estado, juntamente com os vales, o litoral norte e a região metropolitana de Porto Alegre.

A partir de amanhã, espera-se que os principais rios do estado, como o Taquari, o Caí, o Sinos e o Jacuí, atinjam novamente níveis de inundação. No caso do Guaíba, que banha a região da Grande Porto Alegre, as mudanças mais significativas devem ocorrer a partir de domingo. É possível que o nível do Guaíba ultrapasse novamente os 5 metros.

O governador advertiu sobre o perigo adicional de deslizamentos nas áreas onde o solo já está saturado de água devido às enchentes. Por essa razão, serão realizadas interdições preventivas nas rodovias ERS-332, na área de Arroio do Meio; ERS-129, no Vale do Taquari; e Rota do Sol, em Caxias do Sul.

Publicidade

“Sobre as chuvas dos próximos dias, a consequência mais provável é a de um repique do que a gente viu acontecer nos últimos dias e nas últimas semanas. Ou seja, rios que já foram afetados, como Taquari e Jacuí, depois com a contribuição aqui para o Guaíba e para a região metropolitana. Há  também o risco de deslizamento em locais em que o solo está encharcado”, advertiu Leite.

“Por isso, a recomendação é para manter-se em alerta e evitar o retorno neste final de semana para suas comunidades”, finalizou o governador.

Continue Lendo
Publicidade
Publicidade

Política

Publicidade

Tendência